O Drama de quem se sente um Peixe Beta

100_0328

O meu rosto estava amadurecendo, deixando aqueles traços suaves da infância e eu, me sentindo cada vez mais mulher. Eis que o formato da minha boca, nariz e queixo começou a me incomodar.

A boca vista de frente tinha uma forma arqueada e terminava caída, como se eu estivesse fazendo carinha de triste.

O queixo, do mesmo ângulo, era bem irregular  e formavam-se  “mini celulites” nele.  Eu adorava quando estava com a boca aberta, pois o queixo ficava lisinho, sem nenhuma imperfeição, mas bastava eu fechar a boca para ele ficar com uma aparência enrugada e, ao tocá-lo, sentia aquelas ondulações.   De perfil era visível a desarmonia do rosto.

Vendo essas transformações, vou confessar: Chorei na frente do espelho por muitas vezes, me sentindo um verdadeiro peixe beta.  A boca totalmente para frente e o queixo sem um formato definido e posicionado para trás.

A Mentoplastia entrou na minha vida quase junto com a Rinoplastia. Eu estava decidida a fazer uma cirurgia no nariz e pensei:  Vou aproveitar e pesquisar algum outro procedimento que eu possa fazer junto, assim economizo dinheiro e sofro de uma só vez .

Tirei várias fotos de perfil e fui tentar identificar o que mais me incomodava. Pesquisei bastante entre atrizes com o perfil lindo e estava visível que meu queixo não me agradava, pois ele era recuado.

Li sobre cirurgias de queixo e mergulhei no mundo da Mentoplastia. Foram semanas pesquisando e aprendendo sobre possíveis cirurgias.

Eu estava decidida: O queixo iria ser operado também.

Disposta a pagar o preço e a dor que teria que encarar, senti conforto ao ouvir do médico que o procedimento seria simples.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *