Tudo que você deve saber sobre entrar na sala de cirurgia: Meu ponto de vista

 

endo2

Continua do Post anterior: Link Aqui

Entramos em um corredor bem grande e com algumas salas abertas onde nelas tinham macas, cadeiras e computadores. A enfermeira me pediu que eu sentasse ali na cadeira e esperasse até ser chamada. Demorou uns 5 minutos e um homem veio me cumprimentar dizendo que seria meu anestesista. Ele se apresentou e foi muito simpático e começou a anotar mais algumas informações minhas.

Então ele me perguntou se eu tinha alguma dívida e eu logo fui dizendo que estava morrendo de medo da anestesia geral, pois eu tinha visto um filme chamado ‘’ A WAKE’’ (Recomendo que não vejam esse filme antes de uma cirurgia). Não vou deixar spoiler aqui pois seria muita sacanagem, mas aquele filme me deixou com muito pavor da anestesia geral então o anestesista riu e me disse para ficar tranquila pois aquilo era “QUASE” impossível de acontecer,  olha que amor ele me explicando com toda paciência.

Em seguida ele começou a me explicar como ele iria proceder com a anestesia. Que primeiro iria colocar soro na minha veia e depois iria aplicar o liquido da anestesia geral. Ele me disse que quando o procedimento estivesse quase no fim na hora de fazer os pontos ele iria diminuir a dosagem até que parasse completamente, e que eu iria acordar ainda na sala de operação.

Então ele me acompanhou até a sala de cirurgia que ficava logo ali ao lado, eu fiquei impressionada quando entrei pois ela era bem novinha e cheia de equipamentos muito modernos. Quando entrei na sala estava toda a equipe me esperando inclusive o médico. Então as enfermeiras vieram me receber e pediram para eu tirar o avental pois tinha colocado de maneira errada. Eu estava só de calcinha e fiquei me perguntando se elas queria que eu ficasse sem roupa na frente de todos e foi exatamente isso que aconteceu. Na verdade esse tipo de avental deve ficar com a abertura virada para trás sem fechar completamente.

Elas me pediram para que eu deitasse na maca com o chinelinho mesmo e me taparam com um cobertor pois estava frio na sala, mas tiraram a coberta e o avental até abaixo do meu peito, sim fiquei de seios de fora por alguns instantes, eles precisavam colocar aqueles adesivos para medir os batimentos cardíacos e espalharam vários nessa região. Me dá um medo quando grudam esses adesivos e depois prendem com pequenos prendedores vários fios, parece que vai me dar choque.

Em seguida inseriram aquela borboleta para que começasse a receber um pouco de soro. Ao meu ponto de vista até demorou um pouquinho até que estivesse tudo pronto e fiquei uns 10 minutos deitada na maca ainda acordada conversando. Até fui xingada pelo meu médico por roer as unhas (pela 3° ou 4° vez ele me xingou por roer as unhas).

Então com tudo pronto ele começou a pingar a anestesia. O liquido tinha uma cor diferente e deu para ver direitinha a hora em que entrou na minha veia, mas para minha infelicidade a anestesia começou a arder muito e a medida em que ia entrando mais remédio mais ardia. E também não fiquei inconsciente logo que ela entrou e a essa altura meu braço estava ardendo por inteiro. Reclamei que estava ardendo muito e até chorei um pouco pois estava queimando muito todo o meu braço, mas muito mesmo! Ele logo ele disse disse que iria diminuir a quantidade que estava descendo. Eu fiquei um tempo ainda lucida, enquanto isso deu tempo para o meu braço parar de queimar. Ai eu comecei a ficar com sono e finalmente apaguei.

 

Se tiver alguma pergunta deixe aqui nos comentários! 😀

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *